Paraíba tem mais de 5 mil pessoas na fila do SUS aguardando cirurgias

Estudo divulgado pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) nesta segunda-feira (04) mostra que 5.496 paraibanos aguardam na fila do Sistema Único de Saúde (SUS) por uma cirurgia eletiva. O procedimento mais demandado no estado é a cirurgia de catarata, aguardada por 1.452 pessoas na Paraíba.

Conforme o CFM, o primeiro da fila foi incluído no ano de 2013. Somente em João Pessoa, são 1.717 na fila de espera por um procedimento cirúrgico. Em Campina Grande, a fila tem 586 pessoas.

A fila de espera para cirurgias eletivas chegou a aproximadamente 904 mil procedimentos este ano no país. Esse é o resultado da soma das informações repassadas por Secretarias de Saúde de 16 estados e 10 capitais, onde, respectivamente, constam pedidos de 801 mil e 103 mil procedimentos cirúrgicos.

Os números foram analisados pelo Conselho Federal de Medicina (CFM). Cirurgias de catarata, hérnia, vesícula e varizes estão entre as mais demandadas pela população que depende da rede pública.

“Pela primeira vez o Conselho Federal de Medicina se aproxima do tamanho real da fila por cirurgias no SUS. Ainda que parciais, os números impressionam, já que os estados que prestaram informações representam metade de todo o volume cirurgias efetivamente realizadas na rede pública em 2016”, explica o presidente do CFM, Carlos Vital.

Para reduzir a fila, a Secretaria de Estado da Saúde tem feito frequentemente mutirões para cirurgias de catarata, o que irá ocorrer até o final deste ano. A maioria dos pacientes atendidos está na faixa etária de 45 a 65 anos.

Os mutirões ocorrem, anualmente, desde 2011, com recursos próprios do Governo do Estado. Já foram mais de 10 mil procedimentos e mais de R$ 7,5 milhões investidos. Para se cadastrarem, os usuários devem procurar as secretarias de Saúde dos seus municípios e, desta forma, realizar a cirurgia gratuita.

Os pedidos de informações sobre as filas foram apresentados em junho deste ano a todos os 26 estados e Distrito Federal, além das capitais, por meio do Sistema Eletrônico do Serviço de Informações ao Cidadão (e-SIC) dos governos estaduais e municipais – habitual caminho para que qualquer cidadão possa solicitar informações de caráter público via Lei de Acesso a Informações (Lei nº 12.527/2011).

Mais Pb